Inquérito virtual entre homens que fazem sexo com homens na América Latina

O LAMIS (Latin America MSM Internet Survey) é uma pesquisa online sobre saúde de homens que fazem sexo com homens (HSH). É a versão latino-americana do EMIS (European MSM Internet Survey), uma pesquisa semelhante que ocorre nos países europeus desde 2010. Seu conteúdo inclui questões sobre discriminação, satisfação sexual, acesso à serviços de saúde, comportamento sexual, entre outros temas. 

LAMIS 2018 recolheu dados até 12 de maio de 2018. Atualmente se encontra em etapa de análise. LAMIS 2018 é o primeiro projeto executado pela Rede Ibero-Americana de Estudos em Homens Gays, Bissexuais, outros Homens-que-têm-sexo-com-homens (HSH) e Pessoas Trans.

 

O que é o LAMIS? 

Em muitos países da América Latina, discriminação e falta de dados são fatores que influenciam a falta de políticas públicas e de saúde preparadas para atender as necessidades dos homens que fazem sexo com homens (HSH). Além disso, na América Latina, algumas infecções sexualmente transmissíveis se apresentam em altas taxas nessa população, como o HIV. Apesar das disparidades entre os países, desde alguns com leis discriminatórias até outros com políticas inclusivas mais estabelecidas, é necessário que se tenha dados sobre diversos aspectos de saúde dessa população para que sejam elaborados projetos e políticas que impactem positivamente a vida dessas pessoas partir de suas próprias necessidades reportadas. Nesse contexto, o LAMIS-2018 (Latin America Man Who Have Sex With Men Internet Survey) é o primeiro inquérito comunitário online sobre saúde sexual entre homens que fazem sexo com homens (HSH) que ocorre na América Latina. 

O LAMIS-2018 fornecerá uma imagem detalhada de uma ampla gama de problemas de saúde sexual entre os HSH na região. O estudo contribuirá para o conhecimento dos modelos dinâmicos da epidemia do HIV e as epidemias emergentes de outras infecções sexualmente transmissíveis, um dos principais objetivos estratégicos para respostas efetivas à essas doenças. A orientação sexual não é uma variável presente nos censos nacionais e, portanto, não há informações sobre o tamanho e demais características da população de HSH. A nível nacional, o LAMIS-2018 gerará dados para compreender as necessidades dos programas de prevenção. No plano internacional, será possível ter conhecimento sobre padrões de políticas, serviços e o impacto na disseminação e controle da epidemia.

 

Quais os objetivos desse estudo?

  • Determinar as características sociodemográficas dos homens que fazem sexo com homens (HSH) de diversas identidades sexuais na América Latina, especialmente nos países participantes, detalhando por idade, escolaridade e região

  • Determinar o conhecimento associado ao HIV e outras IST em HSH de diversas identidades sexuais na América Latina, especialmente nos países participantes, detalhando por idade, escolaridade e região

  • Realizar uma análise comparativa em nível latino-americano e europeu sobre características sociais, conhecimento, comportamentos sexuais e acesso a serviços de saúde para HSH

  • Propor intervenções em nível nacional e internacional com foco em prevenção do HIV e outras IST para HSH nos países participantes

  • Elaborar recomendações aos estados e organizações regionais para atualização das estratégias de prevenção do HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis

 

Quem somos

O grupo de pesquisadores do LAMIS fazem parte da Rede Ibero-Americana de Estudos em Homens Gays, Bissexuais, outros Homens que fazem Sexo com Homens (HSH) e Pessoas Trans. A equipe desse estudo é formada por:

Dra. Maria Amélia Veras (Brasil)

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Núcleo de Pesquisa em Direitos Humanos e Saúde LGBT+ 

Dra. Valeria Stuardo Ávila (Chile)

Escuela de Salud Pública, Universidad de Chile, Santiago

 

Dr. Carlos Cáceres (Peru)

Facultad de Salud Pública, Universidad Peruana Cayetano Heredia, Lima

Coordenador da Rede na América Latina

Elsy Camey (Guatemala)

Fundació Sida i Societat, Ciudad de Guatemala

Dr. Kai J. Jonas (Holanda)

Faculty of Psychology and Neuroscience - Maastricht University

Dr. Uli Marcus (Alemanha)

Instituto Robert Koch (RKI), Berlim

Dr. Henrique Barros (Portugal)

EPIUnit - Instituto de Saúde Pública, Universidade do Porto

Dr. Axel J. Schmidt (Reino Unido)

Sigma Research, London School of Hygiene and Tropical Medicine, Reino Unido.

Dr. Jordi Casabona (Espanha)

Centre d'Estudis Epidemiològics sobre les Infeccions de Transmissió Sexual i Sida de Catalunya (CEEISCAT), Barcelona

Coordenador da Rede na Europa

Formam também parte da equipe de trabalho:

 

Igor Prado (desenho da página da Web e materiais de divulgação)

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Núcleo de Pesquisa em Direitos Humanos e Saúde LGBT+ 

 

Edward Reyes Diaz (análise de dados)

Universidad Peruana Cayetano Heredia

 

Países participantes

Abaixo estão representados todos os países e instituições participantes do LAMIS. Ao clicar no nome das instituições, você será direcionado para página própria de cada instituição.

COLÔMBIA

UNIMINUTO Seccional Bello

Fundación Ágora

COSTA RICA

CIPAC

PARAGUAI

SOMOSGAY

SURINAME

Parea Surinam

 

Com quais recursos LAMIS 2018 foi realizado?

 

O LAMIS 2018 foi possível graças às contribuições em forma de recursos humanos, intelectuais e econômicos das instituições membros da Rede Iberoamericana de Estudos em Hombres Gays, otros HSH y Personas Trans (O CEEISCAT assumiu os aspectos econômicos e legais de sediar o a base de dados e a coordenação geral do projeto, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto contribuiu com fundos para sediar o inquérito em Português na plataforma e também para a promoção do inquérito, o CIISSS da Universidade Cayetano Heredia pagou o domínio pela página de realização do inquérito e a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo pagaram o domínio para o site do estudo e se encarregaram de seu design gráfico) e a Faculdade de Psicologia e Neurociência da Universidade de Maastricht, que pagou para sediar a pesquisa holandesa no plataforma. Para sua implementação, o LAMIS 2018 teve alguns recursos usados ​​no estudo EMIS2017, que foi financiado pelo Programa de Saúde da Comissão Europeia 2014-2020 e, em particular, da Sigma Research (desenho de questionário, artes gráficas de banners para promoção, sintaxe de variáveis ​​secundárias e o manual de variáveis ​​EMIS2017) e o Instituto Robert Koch (negociações com páginas da web / aplicativos para promoção gratuita do LAMIS 2018). Além disso, o LAMIS 2018 foi possível graças ao apoio dos parceiros colaboradores em cada um dos 18 países participantes, e ao Grindr e PlanetRomeo, que enviaram mensagens instantâneas gratuitas para promoção a seus usuários.

Contato

 

Se tem alguma pergunta ou comentário sobre a implementação do LAMIS 2018 na América Latina ou sobre o desenho do estudo, entre em contato com:

Ana Celly

Centre d'Estudis Epidemiològics sobre les Infeccions de Transmissió Sexual i Sida de Catalunya (CEEISCAT)

rightplus@ceeiscat.cat

Se tem alguma pergunta ou comentário sobre a implementação do LAMIS 2018 no Suriname, entre em contato com:

Dr. Kai J. Jonas

Faculty of Psychology and Neuroscience - Maastricht University

kai.jonas@maastrichtuniversity.nl

 Se você tiver perguntas gerais e / ou comentários sobre o estudo LAMIS, entre em contato conosco:

-        No Peru, Dr. Carlos Cáceres, Universidad Peruana Cayetano Heredia

         (carlos.caceres@upch.pe);

-        No Chile, Dra. Valeria Stuardo, Escuela de Salud Pública, Universidad de Chile

          (vstuardo@med.uchile.cl);

-        No Brasil, Dra. Maria Veras, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

          (maria.veras@gmail.com);

-        Na Guatemala, Elsy Camey, Fundación Sida y Sociedad

          (ecamey@sidaisocietat.org).

-        Na España, Dr. Jordi Casabona, Centre d'Estudis Epidemiològics sobre les Infeccions de Transmissió Sexual i Sida de Catalunya            (jcasabona@iconcologia.net)

-        Em Portugal, Dr. Henrique Barros, Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto

          (hbarros@med.up.pt)

-        Na Alemanha, Dr. Marcus, Ulrich, Robert Koch Institute

          (MarcusU@rki.de)